Petrópolis Convention e Visitors Bureau

Agenda

O que está acontecendo

Exposição - "Atmosfera"

20 jul - 20 ago

Exposição - "Atmosfera"

O Centro Cultural Estação Nogueira abre, nesta sexta-feira (20), a exposição “Atmosfera”, da artista plástica petropolitana Cris Borzino. O vernissage acontece a partir de 19h e vai contar ainda com exposição de carros antigos e apresentação de rock do músico Philippe Cryvalle. A mostra, que traz 48 telas, retrata carros antigos e a cidade de Petrópolis de forma lúdica. “Atmosfera” ficará em exposição até o dia 20 de agosto. A entrada é gratuita.

  Segundo a artista, ela traz na sua pintura algo que nos transporta, através de memórias lúdicas, a um espaço e tempo irreal, como verdade. É possível “entrar na obra” e sentir uma atmosfera sutil como num sonho. “Eu quis retratar uma memória que vem da infância, de carros antigos, da cidade de Petrópolis, mas não utilizando o tempo real, sem me preocupar em retratar a realidade. É uma atmosfera lúdica”, disse, lembrando que a escolha por carros vem das lembranças com o pai. “Ele sempre me aproximou desse mundo dos carros, me levava para exposições, me contava sobre as marcas”, completa.

  Cris Borzino é formada em Gravura pela UFRJ, ela já expôs em diversos espaços na cidade, como no Sesc Quitandinha e no Centro de Cultura Raul de Leoni, e retorna agora com esse novo trabalho. Em suas telas, que foram produzidas exclusivamente para a mostra “Atmosfera”, além de carros antigos e atuais, ela também retrata pontos turísticos da cidade.

A exposição de carros antigos acontece apenas no dia do vernissage, e terá a participação do Serra Bugs e o Clube do Opala. O Centro Cultural Estação Nogueira fica na Avenida Leopoldina, 317, Nogueira. O local funciona de 9h às 17h, de segunda a sexta-feira; de 9h às 14h aos sábados; e de 9h às 13h no 1º e 4º domingos do mês, pontos facultativos e feriados.


Centro Cultural Estação Nogueirasaiba mais

Exposição - "Coletiva: Agora e em Curso!"

3 ago - 31 ago

Exposição - "Coletiva: Agora e em Curso!"

A Galeria Peter Brian Medawar, no Parque Municipal, em Itaipava, abre nesta sexta-feira (03.08) a exposição “Coletiva: Agora e em Curso!”, que reúne trabalhos de um grupo de artistas petropolitanos. São 25 obras de diferentes estilos. A mostra, que é itinerante, passou pela Galeria Van Dijk, no Centro de Cultura Raul de Leoni, entre os meses de maio e junho. Ao longo do ano, ela deverá passar por outros centros culturais dos distritos, como o Centro Cultural Estação Nogueira e o CEU da Posse. A exposição, que vai até o dia 31 de agosto, tem visitação gratuita.

“O propósito é levar para os distritos de Petrópolis boas mostras que aconteçam no primeiro distrito, dando dessa forma uma oportunidade a mais ao público local de apreciar o que acontece no Centro Histórico”, explica o animador cultural do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Paulo Campinho.

A exposição conta com obras dos artistas: Cristina Lima, que em suas telas apresenta composições que utilizam tecidos padronados com interferências de pintura; Graça Pimentel, que traz três telas retratando animais estilizados; Josiana Oliveiras, nova artista no circuito, que apresenta desenhos com a temática feminina da sua série “Arvorecer”; Denise Campinho, que traz duas fotos de sua série de trabalhos construídos com linhas, rendas e tecidos de voile; Paulo Campinho, o artista que apresenta três telas em pequenas dimensões retratando atelieres em cores vibrantes e pinceladas marcantes; Paulo Mendes Faria, que participa da mostra com duas obras em tecidos recobertos por elementos geométricos e colagens coloridas; e Pedro Vizzini, que apresenta duas obras sobre madeira com elementos geométricos com leve referência figurativa.

“Cada artista está expondo seu trabalho, sem um tema em comum. Não tem nenhuma concordância entre as obras. Cada artista tem seu modo expressivo próprio e apresentará um pequeno número de peças que sejam representativas de sua produção atual”, frisa Campinho.

A mostra fica até o dia 31 de agosto na Galeria Peter Brian Medawar, que fica na Estrada União e Indústria, 10.000. O horário de visitação é de segunda-feira a domingo, das 9h às 17h.


Fonte: Prefeitura de Petrópolis.


Parque Municipal Prefeito Paulo Rattessaiba mais

Exposição "ArvoreceR"

3 ago - 31 ago

Exposição "ArvoreceR"

exposição "ArvoreceR", que tem entrada gratuita no Centro de Cultura Raul de Leoni, em Petrópolis, Região Serrana do Rio, reúne os trabalhos da artista plástica Josiana Oliveiras com inspiração em três elementos: o corpo, a natureza e a imaginação.

A mostra entrou em cartaz na sexta-feira (3) e vai até o dia 31 de agosto. O horário de visitação é de segunda a sexta-feira, de 10h às 17h, e aos sábados de 13h às 17h. O Centro de Cultura fica na Praça Visconde de Mauá, nº 305, no Centro, e as obras estão na Galeria Van Dijk.

"A beleza natural de Petrópolis, na qual podemos ver pelas vidraças da galeria, será um reflexo da exposição. Espero poder acalmar o olhar e a alma dos visitantes", disse a artista.

A exposição conta com fotografias sobre tecido e desenhos com intervenção com linha de costura, que têm as árvores como tema central, usando recursos de várias linguagens e técnicas.



Fonte: Globo - Região Serrana

Centro de Cultura Raul de Leonisaiba mais

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

4 ago - 28 out

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

DANIELA VERSIANI - Artista plástica e escritora inaugura no Rocio, em Petrópolis, a exposição “Caligrafias” apresentando 31trabalhos

Piccola Arena, misto de atelier, galeria de arte, teatro de arena, sala multiuso e bistrô, localizada no Rocio, recebe no sábado, dia 4 de agosto, às 17h, o vernissage da multiartista Daniela Versiani, com uma Festa Agostina, showde forró com Ronny Camarguinho, comidinhas, caldos e chopp artesanal. A exposição “Caligrafias”fica em cartaz até dia 28 de outubro e conta comquatro séries: Iluminuras, Versos, Caligrafias, Escrita é rastro, utilizando a técnica de tintaacrílicaefolhametálica/ourosobretela e papel. Entrada franca.

A mostra “Caligrafias” é composta por 31 trabalhos nos quais a caligrafia é elemento de destaque. Sendo artista visual e escritora, o gesto caligráfico tem para Daniela Versiani uma dupla significação: seja por sua visualidade, seja por fazer parte do seu processo de criação de poesia. As pinturas reunidas na mostra “Caligrafias” trazem fragmentos de seus poemas através da sua própria caligrafia. Em todos os trabalhos, no entanto, há ênfase na caligrafia como elemento visual.

Segundo Daniela Versiani, “nesses trabalhos é mais importante o gesto caligráfico, ou seja, a visualidade da palavra escrita, do que a decifração do sentido da palavra. Em muitos desses trabalhos o espectador-leitor terá de fazer um exercício de “adivinhação”: - O que está escrito aqui?”. É o que ela chama de “escrita assêmica”, ou “escrita sem sentido”: pura forma, pura simulação da escrita. Alguns dos trabalhos fazem referência, ainda, às iluminuras medievais, que inspiram suas escolhas de cores e o uso que faz de folhas de ouro e tintas metalizadas.

A mostra trará também atividades culturais como: Conversa com o público com “visita guiada”, na qual a artista comentará seus trabalhos, destacando as técnicas utilizadas e as influências de outros artistas que também se utilizam da escrita em suas obras e apresentações de algumas obras de artistas que também utilizam a caligrafia em seus trabalhos; Sarau de poesia com Daniela Versiani e poetas convidadas e Oficina de artes plásticas para crianças e/ou adultos na qual será dada ênfase à caligrafia como elemento visual. 

Sobre a artista

Daniela Versiani nasceu em São Paulo. Formou-se em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo e Jornalismo pela Cásper Líbero (SP). Em 1992, mudou-se para o Rio de Janeiro. Em 2002, conclui o doutorado em Literatura pela PUC-Rio com bolsa pela Fulbright na Rice University. Em 2004 passou a ensinar na PUC-Rio. Suas pesquisas no campo acadêmico versam sobre a teoria da leitura de textos e imagens e suportes alternativos para o registro e difusão da poesia.

A partir de 2012, expande sua produção artística para o campo das artes visuais, buscando conectar seus escritos a uma nova forma de expressão: a pintura. Estuda na Escola de Artes Visuais do Parque Lage com os professores Ronaldo do Rego Macedo, Franz Manata, Suzana Queiroga, Alexandre Sá, João Modé e Martin Ogolter. Hoje, suas pesquisas no campo das artes visuais estão focadas nos seguintes temas: aproximação entre escrita e imagem, livros de artistas, o papel como suporte e meio para a escrita e artes visuais, e a escrita assêmica.

Suas pinturas encontram referências nas iluminuras medievais, em poetas e artistas que combinam a escrita e imagem, como Max Ernst, Cy Towmbly, Mira Schendel e León Ferrari, nas colagens de Kurt Schwitters, Robert Motherwell e Robert Rauschenberg, e na "arte da destruição" de Alberto Burri, Antoni Tàpies e Lucio Fontana. Seu trabalho também é fortemente influenciado por Anselm Kiefer e Hilal Sami Hilal. Em 2016, Daniela Versiani deixou de ensinar na universidade e mudou-se para Araras, onde escreve e tem seu ateliê. 

Entre suas publicações destacam-se o romance A matemática da formiga (1999, 2008), Três contos ilusionistas (2008), Autoetnografias, Conceitos alternativos em construção (Finalista ao Prêmio Jabuti, 2005), Manual de boas práticas de leitura (Finalista ao Prêmio Jabuti, 2012, em coautoria) e Ler, comparar, pensar. Reflexões sobre literatura e cultura (2014), além de artigos em revistas acadêmicas. É curadora da revista RED de arte e cultura. Está finalizando seu primeiro Livro de Artista com pinturas e poemas de sua autoria sobre as guerras do século XX.

Festa Agostina

Para coroar o vernissage, a Piccola Arena Centro Cultural vai promover uma Festa Agostina, com direito a forró com Ronny Camarguinho, comidinhas, caldos e chopp artesanal. A Entrada é franca.

O local

Localizada no Rocio/ Petrópolis/ RJ (km 76 da BR 040, no Rocio), a Piccola Arena foi idealizada pelo artista plástico Mauricio de Memória, que construiu o espaço por meios próprios. Promove e recebe linguagens artísticas - shows, teatro, espetáculos, exposições - em um único local contando com teatro de arena, duas galerias de arte e salão multiuso. Projetada para que o visitante sinta-se integrado aos ambientes e possa desfrutar ao máximo de todas as atividades existentes, completa o conjunto o Divina Sálvia Bistrô, aproveitando a experiência do seu criador como restauranteur de longa data. Como disse um cliente, “arte pura, da parede ao prato”. 


SERVIÇO:

Exposição “Caligrafias” com a multiartista Daniela Versiani

Vernissage: sábado, dia 4 de agosto, a partir das 17h, com Festa Agostina

Até dia 28 de outubro

PICCOLA ARENA

Estrada do Rocio 3507 - Petrópolis RJ

tel. 2243-9311

Entrada pelo km 76 da BR 040, sentido Juiz de Fora/Rio.

Vindo do Rio: retorne no Brazão (km 71). Siga de volta até o km 76 e percorra 3 km de estrada pavimentada.

Horário de funcionamento: sábados e domingos, de 10h às 18h

- Entrada franca

Piccola Arena - Rociosaiba mais

Circuito Imperial de Bandas Marciais

4 ago - 10 nov

Circuito Imperial de Bandas Marciais

O Circuito Imperial de Bandas Marciais – sucesso no ano passado – retoma o calendário de apresentações neste segundo semestre. Quem abre a temporada é a Banda Marcial Wolney Aguiar, no dia 04 de agosto, às 16h, na Praça Dom Pedro. Até novembro, 11 bandas da Associação Petropolitana de Bandas Marciais (Apeban) vão encantar o público, sempre nos fins de semana, em locais como a Praça da Inconfidência, escadaria dos Correios e Praça da Liberdade, no Centro Histórico. Em outubro, o CEU da Posse ainda vai contar com um mini festival, com a participação de três grupos.

O circuito tem como objetivo proporcionar uma programação musical permanente, gratuita, e que valorize a cultura local e os espaços públicos. “Assim como os corais, as bandas fazem parte da cultura de Petrópolis. São uma tradição na cidade, muito presente nas escolas. Lançamos o circuito no ano passado e foi um sucesso, as pessoas eram surpreendidas nas praças com boa música. Queremos repetir esse sucesso agora em 2018. É uma forma também de valorizar o segmento”, destaca o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), Leonardo Randolfo.

Para dar o pontapé inicial na edição deste ano, uma das bandas mais antigas da cidade promete encantar o público na Praça Dom Pedro. Fundada em 1957, a Banda Marcial Wolney Aguiar é uma das representantes desse segmento, que está por todos os cantos da cidade. O grupo é um dos que garantem a continuidade dessa tradição, tão importante para a formação de novos músicos e para a memória cultural da cidade.

Neste segundo semestre, serão três apresentações em agosto e três em setembro. Já no dia 7 de outubro, haverá a apresentação de três bandas juntas, no Ceu da Posse, às 16h. E em novembro, haverá apresentações nos dois primeiros sábados do mês, antecedendo o Natal Imperial, que começa no dia 14 e deverá contar também com o segmento na programação.

Confira a programação:

Agosto

Dia 04 (sábado) – 16h – Praça Dom Pedro – Banda Marcial Wolney Aguiar

Dia 11 (sábado) – 16h – Praça da Inconfidência – Banda Marcial Johann Noel

Dia 25 (sábado) – 16h – Escadaria dos Correios – Banda Marcial Frei Aniceto

Setembro

Dia 08 (sábado) – 16h – Praça Dom Pedro – Banda Musical 1º de Setembro

Dia 15 (sábado) – 16h – Escadaria dos Correios – Banda Dragões do Império

Dia 16 (domingo) – 11h – Praça da Liberdade – Banda Marcial Prof. Amadeu Guimarães

Outubro

Dia 07 (domingo) – 16h – CEU da Posse

Banda Marcial Embaixador José Bonifácio

Banda Marcial Odette Fonseca

Banda de Percussão Trovão Imperial

Novembro

Dia 03 (sábado) – Praça Dom Pedro – Banda Marcial Imperial Petropolitana

Dia 10 (sábado) – Escadaria dos Correios – Banda Marcial Prof. Leila de Souza Castro


Fonte: Prefeitura de Petrópolis


Petrópolissaiba mais

Biblioteca Rocambole

5 ago - 28 ago

Biblioteca Rocambole

Programação de agosto da Biblioteca Rocambole comemora o Dia dos Pais

 

A programação do mês de agosto da Biblioteca Rocambole (Museu Imperial/Ibram) está recheada de bons contos e muitas comemorações, além de exploração do acervo e oficinas criativas que estimulam a leitura infantil. Desta vez, as histórias contadas irão comemorar o Dia dos Pais, a Semana do Folclore, o Dia Nacional das Artes e o Festival de Cultura Japonesa de Petrópolis: Bunka-sai. Todas as atividades são gratuitas e destinadas a grupos escolares previamente agendados junto ao setor de Educação do Museu Imperial.

 

Nos dias 5 e 6 de agosto os pequenos poderão conhecer a história do livro “Pê de Pai”, que mostra as diversas faces que um pai pode ter e sua relação de cumplicidade com os filhos, sempre cheia de brincadeiras e, algumas vezes, aflições. O intuito do conto é conhecer cada “tipo de pai”, como o pai casaco, que protege o filho da chuva, o pai motor, que dá um empurrãozinho nas horas difíceis, o pai boia que é, particularmente, útil na praia e na piscina ou o pai esfregão, que aparece sempre na hora do banho. Ao final da contação, as crianças participam da oficina de desenho, baseada na temática do livro.

 

No dia 7 de agosto, além da hora do conto, haverá exploração do acervo da Biblioteca Rocambole e oficina criativa, ainda em homenagem ao Dia dos Pais. Neste dia, o livro escolhido é “O livro do papai”, voltado para crianças entre três e cinco anos de idade, pois trabalhas com frases curtas, diretas e ilustrações coloridas e de traços fortes. Assim como o texto do dia anterior, os “tipos de pai” continuam como tema central.

 

Os jogos, fantoches e livros da Biblioteca poderão ser explorados nos dia 12 e 13 de agosto, após a leitura do livro “João esperto leva o presente certo”, que conta a história de um menino que foi convidado para o aniversário de uma princesa e não sabia com o que presenteá-la. Ao decidir levar um bolo de presente, ele só precisa agora caminhar até o castelo. 

 

O pintor Aleijadinho também será lembrado durante o mês de agosto na Biblioteca Rocambole. No dia 14, o livro “Aleijadinho”, parte integrante da coleção “Crianças Famosas”, será apresentado às crianças. A obra conta episódios da infância de um dos maiores músicos, pintores e escritores da história universal, mostrando sua genialidade precocemente revelada e apresentando-o aos pequenos do jeito que estes mais gostam: como crianças iguaizinhas a eles. Após a hora do conto em homenagem ao Dia Nacional das Artes, haverá oficina criativa. 

 

Nos dias 19 e 20 de agosto, a comemoração será por conta da Semana do Folclore, que terá contação de histórias, exploração do acervo da Rocambole. O conto da vez será “Histórias encantadas indígenas”, que resgata explicações fantásticas para ocorrências do universo indígena, como a criação da noite, o segredo do Uirapuru e a origem da mandioca. 

 

“A lenda da Vitória-Régia” será a leitura do dia 21 de agosto, ainda em comemoração à Semana do Folclore, seguida de oficina criativa de pintura e confecção da Vitória-Régia. A história conta a história de um casal que tem somente uma noite para se encontrar e o cenário escolhido é um lindo lago. Após muito tempo separados e cansados de esconder seu amor, Taionê se joga no lago e Ipurinã tenta salvá-la, mas não consegue. A menina, então, transforma-se em uma Vitória-Régia que, todas as noites, alimentada pelas lágrimas de Ipurinã, que não se cansa de chorar a morte da amada, se abre em flor para consolá-lo.

 

Como parte do Bunka-sai: Festival de Cultura Japonesa de Petrópolis, nos dias 26 e 27 de agosto haverá hora do conto e exploração do acervo da Biblioteca. O livro da vez será “Contos populares japoneses”, que traz uma seleção de histórias que fazem parte da milenar cultura popular nipônica. São seis contos com narrativas sobre pessoas simples, animais encantados e seres fantásticos que constituem belas metáforas do comportamento humano, de sonhos, alegrias, angústias e medos.  

 

Encerrando a programação de agosto da Biblioteca Rocambole, no dia 28, também integrante do Bunka-sai, será realizada a hora do conto com oficina criativa de dobradura. A narrativa, que será a última do mês, é “O segredo de Mitsuko”, que conta uma história de amor entre personagens da literatura oriental. Mitsuko é tecedeira de quimonos para noivas que se apaixona pelo filho de um rico vendedor de chá, porém, entre eles, há uma grande distância social, que os impede de ficarem juntos. Um dia o rapaz adoece e Mitsuko produz para ele sete lindas “kokeskis”, com a finalidade de curá-lo. Ao ganhar os presentes ele recupera sua saúde. A história ainda guarda um belo desfecho. 

 

A Biblioteca Rocambole funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 12h, para leitura espontânea, consultas e empréstimos. Na parte da tarde, o espaço abre as portas para as atividades escolares agendadas através do telefone (24) 2233-0345, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 12h30 às 17h30.

 

O acervo é composto por cerca de 600 títulos, entre livros, revistas, gibis, dicionários, atlas, DVDs e jogos.  Sua programação mensal de atividades e outras informações relativas ao seu funcionamento e obras podem ser acessadas no Blog da Biblioteca: http://bibliotecarocambole.blogspot.com.

 

SERVIÇOS

  Biblioteca Rocambole

Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 12h (consultas e empréstimos) e das 14h às 17h (atividades com grupos escolares agendados)

Local: Museu Imperial

Informações: (24) 2233-0332 / (24) 2233-0312

Agendamento para grupos escolares: (24) 2233-0345 (setor de Educação)

Mais informações e programação: http://bibliotecarocambole.blogspot.com

 

Museu Imperial/Ibram/MinC

Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ

Telefones: (24) 2233-0300 / (24) 2233-0360

E-mail: mimp.faleconosco@museus.gov.br

Site: www.museuimperial.gov.br

Twitter: @museuimperial

Facebook: www.facebook.com/museuimperial

 

Visitação: de terça a domingo, das 11h às 18h

Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h

 

Preços:

Adultos: R$ 8,00

Estudantes, professores e maiores de 60 anos: R$ 4,00

Menores de 7 anos e maiores de 80: gratuito

Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito


Fonte: Museu Imperial

Museu Imperialsaiba mais

Encontro de Monólogos

10 ago - 25 ago

Encontro de Monólogos

Encontro de Monólogos ocupa o espaço cultural Casa Amarela


Com ingressos vendidos a preços populares, as apresentações serão aos finais de semana durante os meses de agosto e setembro

Começa no próximo dia 10/8, o Encontro de Monólogos, que vai reunir diversos artistas da cidade e região no novo espaço cultural do Centro Histórico, a Casa Amarela. O projeto será realizado durante os meses de agosto e setembro, com apresentações as sextas e sábados, sempre a partir das 19h. A programação começa nessa sexta, com o ator Luiz Marcello, que vai encenar o texto “O Marinheiro na Floresta do Desassossego”, de Fernando Pessoa. Os ingressos serão vendidos no local, a preços populares R$ 20.

Com apresentações que terão duração média de 40 minutos, a proposta é aproximar a obra e o público, que terá a oportunidade de assistir adaptações para alguns clássicos da literatura ou textos autorais. Após cada apresentação, serão realizados debates sobre os textos e o processo de criação de cada artista. “A proposta é oferecer um novo espaço para as diversas representações artísticas da cidade”, destaca Jarbas Paullous, responsável pelo local.

Na próxima semana, o Encontro de Monólogos continua no sábado, dia 18/8, às 19h, com a apresentação da atriz Adriana Souza, que estará em cena com o texto de sua autoria, “Uma Mulher em Quatro Tempos”. A obra conta com a supervisão de Luciana Fontenelle. No dia 25, às 19h, será apresentado “Monólogo de Orfeu”, texto de Vinícius de Moraes e Antônio Carlos Jobim, interpretado por Jarbas Paullous. A programação do mês se encerra no mesmo dia com a interpretação da atriz Regina Guimarães, para o texto “Vidas de Severinas”, de João Cabral de Melo Neto. A adaptação da atriz conta com a direção de Adriana Souza.

A Casa Amarela tem como objetivo abrir as portas para diferentes seguimentos artísticos da cidade e ser uma nova alternativa cultural, abrigando exposições de arte, apresentações teatrais, oficinas, entre outros. O espaço cultural fica localizado na Rua Kopke, 304, nas Duchas.

SERVIÇO

Encontro de Monólogos
Ingressos: R$ 20

Dia 10/8 
Texto: “O Marinheiro na Floresta do Desassossego”, de Fernando Pessoa
Adaptação/direção: Luiz Marcello
Horário: 19h 

Dia 18/8
Texto: “Uma Mulher em Quatro Tempos”, de Adriana Souza
Adaptação: Adriana Souza
Supervisão: Luciana Fontenelle
Horário: 19h 

Dia 25/8
Texto: “Monólogo de Orfeu”, de Vinícius de Moraes e Antônio Carlos Jobim
Adaptação/direção: Jarbas Paullous
Horário: 19h 

Texto: “Vidas de Severinas”, de João Cabral de Melo Neto 
Adaptação: Regina Guimarães
Direção: Regina Guimarães / Adriana Souza


Fonte: Agenda Petrópolis

Centro Históricosaiba mais

Lançamento livro infantil "Filó de Uma História Só"

11 ago - 1 set

Lançamento livro infantil "Filó de Uma História Só"

Lançamento do livro infantil "Filó de Uma História Só"


Filó vai virar livro! Este foi o mote adotado na hastag centenas de vezes compartilhada pela autora do livro Filó de Uma História Só no Reino das Verdades Esquecidas, Jeane Avellar, e por seus seguidores (crianças e familiares). Conhecida do público materno/paterno e infantil pelo trabalho realizado no Petrópolis Para Crianças, projeto que une site de divulgação da agenda infantil de eventos da cidade e um conjunto de atividades que envolvem piquenique literário, musicalizacão e brincadeiras antigas, Jeane realiza, através dessa publicação, o sonho de deixar impressas as histórias que divide com seu filho Heitor na hora de dormir. 

Através de financiamento coletivo e do apoio de empresas petropolitanas que reconhecem a seriedade do trabalho de Jeane, muitos livros já foram adquiridos antecipadamente, assim como vários lançamentos agendados para o mês de agosto.

O livro tem o selo da Bem Cultural Editora, coordenação editorial de Catarina Maul, capa, ilustrações e diagramação de Rodrigo Santana CB e revisão de Thiago Mourão.
As histórias são um convite à reflexão de situações que fazem parte do universo infantil contemporâneo, como bullying, respeito às diferenças, autoestima e amizade, além de retratar situações de dificuldades, como medo de algo desconhecido.

Filó de uma História Só é o nome completo da personagem que, ao contrário do seu nome, sabe contar muitas histórias. Filó é uma criatura que vive na floresta, tem um “que” de ninfa, mas é apenas uma menina. Nascida no Bosque dos Passarinhos, amiga dos animais, esperta e observadora, adora contar histórias sobre os lugares que já visitou.
As datas e locais que receberão os lançamentos são:

11/08 - Pequenos Travessos - Rua do Imperador, 876 - Centro.
Das 11h às 13h. Leitura da História às 12h.

17/08 - Brasileirinho Delivery - R. Padre Siqueira, 411 - Centro.
Das 17h30 às 19h30. Leitura da História às 18h30.

18/08 - BRASAS Centro - Av. Tiradentes, 106 - Centro
Das 14h às 16h. Leitura da História às 15h.

25/08 - People Petrópolis - R. Paulino Afonso, 108 - Centro.
Das 10h às 12h. Leitura da História às 11h.

01/09 - Yázigi Itaipava - Estr. das Arcas, 68 - lj 5 - Itaipava.
Das 10h às 12h - Leitura da História às 11h. 

Nestes 5 lançamentos, serão entregues os livros comprados na pré-venda, e também serão vendidos livros com valor promocional (de 40 por 30 reais), além de outros produtos com os personagens do livro.



Fonte: Agenda Petrópolis

Petrópolissaiba mais

Coral dos Canarinhos de Petrópolis celebra seus 76 anos

17 ago - 26 ago

Coral dos Canarinhos de Petrópolis celebra seus 76 anos

Os 76 anos do coro de meninos mais antigo do Brasil será comemorado em grande estilo. Com agenda lotada, o coral dos Canarinhos de Petrópolis fará apresentações no Festival Internacional de Corais, que acontece entre os dias 17 e 26 de agosto. Uma missa especial também será celebrada no próximo domingo, dia 19, às 10 horas, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, para marcar a data.

O maestro Marco Aurélio Lischt conta que este é um momento muito especial: “Poder comemorar esta data, recebendo tantos grupos do Brasil e do exterior para um momento de exaltação ao canto coral é um grande privilégio. Estamos muito felizes e honrados em podermos participar do Festival Internacional de Corais”, declarou o regente do Coral dos Canarinhos.

Além das apresentações nos concerto de abertura, no dia 17, às 20 horas, no Sesc Quitandinha, no dia 25, às 20h30, no Theatro D. Pedro e, no dia 26, às 18h, no Sesc Quitandinha, o Instituto dos Meninos Cantores também está sendo sede do master class com o maestro alemão Christoph Siebert entre os dias 18 e 21 de agosto e do Workshop de técnica vocal com a mezzo soprano argentina Lorena Espina nos dias 22 e 23 de agosto.

O ano de 2018 tem sido um ano importante para os Canarinhos, marcado por concertos nos festivais de inverno do Sesc e da Dell’Arte, pela participação no Congresso de Pueri Cantores em Juiz de Fora e pelo concerto da Sinfonia n° 3 de Leonard Bernstein, chamada Kaddish, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, ao lado da Orquestra Petrobras Sinfônica, que teve regência do maestro Isaac Karabtchevsky.

Fruto de um sonho de Frei Leto, ele se tornou realidade quando o Coral dos Canarinhos se apresentou pela primeira vez na Igreja do Sagrado Coração de Jesus. Ficou marcado nesse dia o início de uma belíssima trajetória dedicada à música erudita e cercada de amor, dedicação, tradição e orgulho.

Consagrado como um dos patrimônios culturais da cidade e sendo o mais antigo e tradicional grupo vocal, os meninos são sinônimo de qualidade, técnica e encantamento durante suas apresentações. O Coral dos Canarinhos, que faz parte do Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis (IMCP), levou para muitas crianças e adolescentes a oportunidade de contar com um ensino musical exemplar e inteiramente gratuito.

Participação na FIC

-- 17 de agosto
Teatro SESC Quitandinha
20h – Concerto de Abertura
Programa: L. van Beethoven, Sinfonia nº9
Regência: Maestro Marco Aurélio Lischt
Solistas convidados:
Lorena Espina – Mezzo-Soprano
Guilherme Moreira – Tenor
Marly Montoni – Soprano
Lício Bruno – Baixo-Barítono

·Orquestra Filarmônica de Petrópolis
·Coral dos Canarinhos de Petrópolis
·Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis
·Coral Municipal de Petrópolis
·Coral da UCP

INGRESSOS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

-- 25 de agosto
Theatro D. Pedro
20h30
Concertos de Gala
· Coral dos Canarinhos de Petrópolis
· Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis
· Niños Cantores de la Araucanía (Chile)
INGRESSOS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

-- 26 de agosto
Teatro SESC Quitandinha
18h00
Concerto de Encerramento
· Grande Coro do FIC
Regência: Regente Marcelo Vizani Calazans
Orquestras participantes:
– Orquestra da UCP
– Orquestra da Ação Social pela Música
– Orquestra da Igreja Wesleyana
– Orquestra do IPAE
Corais participantes:
– Coral da UCP
– Coral Laus Deo
– Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis
– Coral dos Canarinhos de Petrópolis
– Cant’Vox
– Pro Tempore
– Coral Municipal de Petrópolis
– Coral USIMED
– Dó Ré Mi
– Coral de Petrópolis
– Coral SINESP
– Coro de Cámara del Municipio de Morón (Argentina)
– Coro dos Niños Cantores de la Araucanía (Chile)
INGRESSOS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)


Fonte: Franciscanos

Petrópolissaiba mais

Primeiro Festival Internacional de Corais

17 ago - 26 ago

Primeiro Festival Internacional de Corais

Conhecida pela tradição do canto coral, Petrópolis terá seu primeiro Festival Internacional de Corais que será realizado  no ano de 2018, de 17 a 26 de agosto. Durante 10 dias, o público vai apreciar apresentações em diversos espaços do município com mais de 100 corais da cidade, de outros municípios e países. O anúncio foi feito pelo diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, aos representantes do segmento de canto coral da cidade.


Fonte : IMCE

Foto: IMCE

Petrópolissaiba mais

Rio Criativo em Petrópolis

28 ago - 30 ago 10h

Rio Criativo em Petrópolis

Rio Criativo chega a Petrópolis: oficinas e orientações gratuitas sobre empreendedorismo entre 28 e 30 de agosto: inscrições estão abertas

RIO - A Caravana do Rio Criativo sobe a Serra entre os dias 28 e 30 de agosto e oferece oficinas e orientações gratuitas sobre empreendedorismo em Petrópolis. Programa da Secretaria de Estado de Cultura (SEC-RJ), gerido pelo Templo e com patrocínio da Oi e da Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Rio de Janeiro, a incubadora Rio Criativo conta, durante as caravanas, sempre de graça, com oficinas mão-na-massa para empreendedores e para quem deseja abrir um negócio que esteja inserido em um dos 21 setores da economia criativa. Em Petrópolis, os três dias de imersão têm como tema “Turismo e Gastronomia: experiência e inovação”. Tudo acontece no auditório da Cervejaria Bohemia, no Centro (Rua Alfredo Pachá, 166). São cem vagas por dia. As inscrições devem ser feitas no site www.riocriativo.com.

“A cidade de Petrópolis tem forte tradição gastronômica, com experiências que vão de produção local de alimentos até cervejarias artesanais. Queremos incentivar o empreendedor local a transformar o seu negócio em uma verdadeira experiência de turismo, diminuindo a sazonalidade e incentivando o desenvolvimento socioeconômico da região”, explica Letícia Magalhães, coordenadora de conteúdo do Rio Criativo.

Diretor do Rio Criativo, Diogo Oliveira lembra que Petrópolis vai muito além do rico patrimônio histórico e cultural. “A cidade vem se destacando especialmente no setor de gastronomia ligado as tradições locais. Além dos festivais e eventos anuais no setor de alimentos e bebidas, a região serrana recebe atenção especial do Rio Criativo em razão das ações desenvolvidas junto ao Conselho de Gastronomia RJ, empossado pela SEC-RJ em 17 de Junho deste ano”, conta ele.

Durante os três dias, quem se inscrever vai ter a oportunidade de participar de seis oficinas, com grandes nomes do mercado da inovação. Temas como “Inovação em Modelos de Negócio”, “Laboratório de Cases Inovadores no Mercado de Alimentos e Bebidas” e “Negócios de Experiência” serão tratados em profundidade.

Mas não é só. Quem estiver inscrito pode ter mentorias individuais (orientação) para tirar dúvidas sobre seus negócios. Nos três dias de caravana, das 15h às 18h - sempre por ordem de chegada e a partir das 14h – mesmo os que não estiverem inscritos vão ter a chance de participar do Balcão Empreendedor, com a presença da Turispetro e do Sebrae (apoiadores do evento, assim como a Cervejaria Bohemia), que contribuirão para tirar dúvidas e saber da agenda positiva que a cidade está promovendo para o setor. O Balcão também cadastrará as iniciativas dos empreendedores de Petrópolis para compor o Mapa Criativo, um programa georreferenciado que vai mapear a Economia Criativa do Estado.

Caravana 02 - Petrópolis - Tema: Turismo e Gastronomia: experiência e inovação// Programação

O consumidor de hoje busca não apenas produtos e serviços, e sim experiências memoráveis e com propósito. Nesse cenário, ganham destaque negócios como o turismo sustentável e gastronômico e a produção local - sobretudo quando são pensados e projetados de forma a oferecer a melhor experiência possível ao cliente. E o turismo de experiência é uma tendência global.

Petrópolis tem uma histórica atividade de turismo e, assim como em qualquer cidade turística, a maior preocupação deve ser reduzir a sazonalidade. O mercado turístico da região vem conseguindo alívio com uma intensa agenda de eventos, garantindo o fluxo de pessoas ao longo do ano. Porém, com o crescimento demográfico, apenas uma agenda de eventos não será mais capaz de dar conta do impacto da sazonalidade no desenvolvimento socioeconômico da região.

Acreditamos que o foco atual é a transformação do Turismo de eventos em Turismo de experiência. O aumento da qualidade nos serviços gastronômicos, a constituição de um pólo de microcervejarias artesanais na cidade conhecida como berço da cerveja, o consumo da gastronomia aliado a um potencial circuito de sustentabilidade devem ser explorados. São fatores-chave no processo de empreendedorismo e gestão inovadora para a região.

Dia 1

10h - 14h Negócios de Experiência (Thomaz Malan)

Já parou para pensar o que faz a diferença nas marcas mais conhecidas e admiradas? Nubank, Spotify, Netflix e Apple - entre outras - têm a mesma preocupação: oferecer uma experiência inigualável para seus clientes. Nesta oficina, iremos mergulhar na economia da experiência e entender por que se fala tanto do assunto. Conteúdo, cases e ferramentas práticas para você mapear e potencializar momentos inesquecíveis em sintonia com o seu público.

Mais sobre o facilitador:  https://www.linkedin.com/in/tmalan/

15h - 19h Projetando Experiências significativas (Thomaz Malan)

Como criar produtos e serviços que importam? Nessa oficina, você vai aprender a empatizar com seu usuário e a extrair as informações necessárias para o desenvolvimento de experiências realmente significativas para ele.

Mais sobre o facilitador: https://www.linkedin.com/in/tmalan/

Dia 3

10h – 14h Place Branding: pensando lugares como marcas(Guilherme Velho)

Lugares são como marcas. Países, estados e cidades precisam gerir suas imagens, para uma maior atração de turistas e investimentos. Por isso, o ’Place Branding’ pensa a gestão da marca de um lugar, através da revisão de estereótipos, atributos, slogans, logomarcas, cores, storytelling e redes sociais. Petrópolis pode e deve fortalecer sua própria marca.

Mas o que isso tem a ver com empreendedorismo? A questão é que a cidade abriga muitas empresas de relevância nacional e internacional. Algumas delas são centenárias. Há também as pequenas startups. Petrópolis pode atrelar sua imagem à de suas sólidas empresas. Assim como tal cena empreendedora local pode se beneficiar muito ao se identificar e localizar como petropolitana. Ambos os lados ganham.

Mais sobre o facilitador: https://about.me/gvelho

15h – 19h Negócios Sustentáveis e com propósito (Fê Cortez)

É possível conciliar lucro e propósito? Como criar e potencializar o impacto de um negócio que tem a sustentabilidade como missão? Nessa oficina você vai ver na prática como é possível empreender e impactar partindo de soluções para as questões que realmente importam pra você e para o mundo.

Mais sobre a facilitadora: https://www.linkedin.com/in/fernanda-cortez-b42b725a/  

Dia 3

10h- 14h Laboratório de Cases Inovadores no mercado de A&B(Alimentos e Bebidas) // Herman Bessler

Quais são as tendências no mercado de A&B (Alimentos e Bebidas)? E no comportamento dos consumidores? Vamos apresentar cases inovadores brasileiros e internacionais, debater sobre os principais movimentos do mercado e entender o que isso tudo tem a ver com experiência.

15h – 19h Inovação em Modelo de Negócios (Herman Bessler)

O que diferencia negócios de sucesso? Nessa oficina, vamos entender o que é modelagem de negócios e de que formas é possível inovar para gerar valor para o consumidor e se destacar no mercado.

Mais sobre o facilitador: https://www.linkedin.com/in/herman-bessler-4144ab5b/


Serviço: Caravana Rio Criativo em Petrópolis

Tema: Turismo e Gastronomia: experiência e inovação

De 28 a 30 de agosto(terça a quinta), das 10h às 19h

Cervejaria Bohemia (auditório)

Rua Alfredo Pachá 166 Centro

Grátis

Para: empreendedores e quem quer empreender

Oficinas: é necessário inscrever-se pelo site www.riocriativo.com

Balcão empreendedor: por ordem de chegada, das 14h às 18h


Cervejaria Bohemiasaiba mais

Criolo, Nelson Sargento e Orquestra Cesgranrio show - 90 anos da Mangueira

30 ago - 30 ago 20h

Criolo, Nelson Sargento e Orquestra Cesgranrio show - 90 anos da Mangueira

Criolo, Nelson Sargento e Orquestra Cesgranrio fazem show em homenagem aos 90 anos da Mangueira


Apresentação no Theatro D. Pedro, em Petrópolis faz parte da programação da Firjan SESI. Ingressos tem preços populares.

O rapper Criolo, o sambista Nelson Sargento e os músicos da Orquestra Sinfônica Cesgranrio se unem para uma homenagem aos 90 anos da Estação Primeira de Mangueira. O show no Theatro D Pedro em Petrópolis é uma realização da Firjan SESI e faz parte da série “Brasilidade”, onde a OSC convida grandes nomes da música nacional, revisitando suas obras em versão instrumental. A apresentação está marcada para quinta-feira (30/08) às 20h. Os ingressos custam R$ 34 (inteira) e R$ 17 (meia) e estão à venda na bilheteria do teatro.

A mistura musical vai reviver as obras mais representativas da escola de samba, como “Capital do Samba”, “Alvorada” e “Exaltação à Mangueira”. O repertório inclui também músicas de importantes compositores ligados à escola, como: Cartola, Carlos Cachaça, Chico Buarque e o próprio Nelson Sargento.

As versões orquestrais foram feitas especialmente para o show por alguns dos melhores arranjadores da atualidade, entre eles Paulo Aragão, Jayme Vignoli e Bia Paes Leme. As composições recriam os clássicos em uma versão inovadora, enriquecendo com o colorido orquestral essas belas melodias e harmonias.

A bilheteria do Theatro D. Pedro funciona de quarta-feira a domingo, das 14h às 20h. Pessoas com mais de 60 anos, estudantes, deficientes físicos e associados a Firjan SESI pagam meia-entrada.

Serviço:

Orquestra Sinfõnica Cesgranrio convida Nelson Sargento e Criolo
Dia: 30 de agosto
Local: Theatro D. Pedro - Praça Expedicionários, s/n – Centro
Hora: 20h
Gênero: Show
Duração: 90 min
Ingressos: R$ 34 (inteira) | R$ 17 (meia)
Classificação: 16 anos


Fonte: Agenda Petrópolis

Theatro D. Pedrosaiba mais

Peça aborda a trajetória dos negros no país

31 ago - 31 ago 20h

Peça aborda a trajetória dos negros no país

Peça que aborda a trajetória dos negros no país em cartaz Theatro D. Pedro


O Theatro D. Pedro, em Petrópolis recebe o espetáculo-documentário, Contos Negreiros do Brasil, que tem como proposta abordar a condição atual dos negros no Brasil. Na trama, serão retratados personagens como o jovem estudante, o gay negro, o menor infrator, a negra hipersexualizada pela sociedade, a prostituta e a idosa. Cada um com sua história.

A peça é uma adaptação da obra do autor brasileiro Marcelino Freire e traz ao público cenas contadas por meio das estatísticas apresentadas pelo sociólogo, filósofo e ator Rodrigo França. 

Os dados são contextualizados com cenas que reproduzem todas as dores, paixões e medos dessas pessoas, os fortes e significativos dados são apresentados à plateia.

A apresentação está marcada para 31 de agosto às 20h, no Theatro D. Pedro. Os ingressos para apresentação custam R$ 22 (inteira) e R$ 11 (meia) e estão à venda na bilheteria do Theatro D. Pedro (aberta das 14h às 20h). Pessoas com mais de 60 anos, estudantes, deficientes físicos e associados a Firjan SESI pagam meia-entrada.



Serviço:

Contos Negreiros do Brasil

Dia: 31 de agosto

Local: Theatro D. Pedro - Praça Expedicionários, s/n – Centro

Hora: 20h

Gênero: Documentário Cênico
Duração: 70 min

Ingressos: R$ 22 (inteira) | R$ 11 (meia)

Classificação: 16 anos


Fonte: Agenda Petrópolis

Theatro D. Pedrosaiba mais

Oktoberfest Imperial

6 set - 16 set

Oktoberfest Imperial

Petrópolis terá mais uma edição da Oktoberfest Imperial em Itaipava


Com o apoio da prefeitura, festa vai reunir cerveja, gastronomia e programação cultural com entrada franca

Inspirada na tradicional festa de Munique, na Alemanha, Petrópolis vai reviver a cultura alemã com a segunda edição da Oktoberfest Imperial, que acontece em setembro, no Parque Municipal, em Itaipava. Com entrada gratuita, o evento vai reunir boa cerveja – incluindo as artesanais, programação cultural com shows e performances artísticas, food trucks e culinária alemã, além de jogos vikings e recreação infantil. O público vai poder contar com a festa durante o feriadão da Independência, de 6 a 9 de setembro, e também no fim de semana seguinte, do dia 14 ao 16.

O espaço, que terá 2.800 metros quadrados, ainda vai reunir a Praça Central; o Pavilhão Munique com a programação musical; e a Arena Viking, que vai garantir a diversão com atividades físicas e degustação de cerveja; além do espaço kids, com brinquedos radicais. Os food trucks terão gastronomia variada, como hambúrguer, pizza e batata frita, mas como boa festa alemã, a culinária germânica também estará presente.

“A primeira edição da festa foi um sucesso no ano passado, mais de 25 mil pessoas passaram pelo evento. Esperamos superar o sucesso este ano, com a ampliação do evento e novidades na programação”, destaca Rodrigo Duarte, um dos organizadores da Oktoberfest Imperial.

Tendo a cerveja como uma das peças fundamentais do evento, assim como a Oktoberfest de Munique, Petrópolis tem mostrado o porquê de ter se tornado a Capital Estadual da Cerveja. Os circuitos cervejeiros da cidade vêm conquistando não só os próprios petropolitanos, como também os turistas.


Itaipavasaiba mais

Dançar por Dançar 2018

6 set - 9 set

Dançar por Dançar 2018

O evento acontece no Palácio de Cristal e no Theatro Dom Pedro

A 13º edição do Festival Dançar Por Dançar acontece nos dias 6,7,8 e 9 de setembro, durante o feriado do Dia da Independência do Brasil. O festival, que entrou nesse ano para o calendário de eventos da cidade, conta com mais de 3000 bailarinos e mais de 150 coreografias serão apresentadas ao público. Todas as atrações acontecem no Palácio de Cristal onde as atividades serão gratuitas e no Theatro Dom Pedro, onde a meia entrada custará dez reais e a inteira, vinte reais. 

Entre as atrações, estão os Workshops de dança. Dez oficinas serão oferecidas ao público, entre Balé, Dança do Ventre, Jazz, House Dance, entre outras. O valor de uma oficina custará quinze reais para os bailarinos do evento e trinta para o resto do público.

Uma das atrações principais é a mostra de dança livre, que será apresentada na sexta (07) no Palácio de cristal, a partir das 17h. Já a mostra de dança competitiva será na sexta (07) e no sábado (08), no Theatro Municipal. Na sexta, apresentação de Sapateado, às 14h e de Ballet, às 19h. No sábado, a mostra competitiva será de outras categorias, como o Jazz e a Dança de Salão e começa a partir de 13h. Certificados serão oferecidos para todos os participantes da Mostra Competitiva. Medalhas e Troféus serão entregues aos 1º, 2º e 3º colocados. Premiações Especiais serão julgadas para a Maior nota do festival; o melhor figurino; a melhor concepção fotográfica; incentivo a dança e grupo destaque. Os bailarinos revelação e a melhor coreografia ganham premiações em dinheiro. 

Outras atividades acontecem durante o festival. Na abertura do evento, uma exposição de fotos sobre a história do Dançar Por Dançar será mostrada ao público e permanecerá durante todo o evento. A abertura terá também a apresentação do espetáculo Tim Tim, da Companhia de Atores e Bailarinos Adolpho Bloch, além de homenagens aos pré-cursores da dança petropolitana e um baile de Dança de Salão. Na sexta (07), será mostrada também uma mostra de dança sacra e exibições de vídeo Dança. No sábado (08), acontecem as atividades sobre as vivências do corpo com a Biodança, às 11h30 e a Dança de salão, às 15h. No domingo (09), ocorre uma palestra sobre as causas e prevenções das lesões na dança, às 10h30, o 2° Fórum Setorial da Dança Região Serrana, às 14h e a partir das 16h, as Batalhas de Danças Urbanas, com batalhas seletivas de Funk Style, House Dance, Breaking e Hip Hop Dance. Todas as atrações ocorrem no Palácio de cristal, com exceção da mostra competitiva. 

Para mais informações sobre taxas, documentação e outros esclarecimentos, é só acessar os links do evento: facebook.com/festivaldancarpordancar ou no Instagram: @dancarpordancar. 

O projeto Dançar Por Dançar, criado em 1986 pela Associação Petropolitana da Dança (APD), trouxe como proposta a união das academias e grupos da cidade, a fim de realizar encontros entre artistas, bailarinos, coreógrafos, destacando a promoção da dança e a interação com o público para formação de plateias, que era e é uma necessidade em Petrópolis.

Centro Históricosaiba mais

Workshop : Resgate Emocional: Transformando Emoções Negativas em Energia Positiva e Criativa

8 set - 9 set

Workshop : Resgate Emocional: Transformando Emoções Negativas em Energia Positiva e Criativa

Workshop : Resgate Emocional: Transformando Emoções Negativas em Energia Positiva e Criativa


Palestrante Carlos Ferreyros com participação do Acharya Lhakpa Tshering(monge budista butanês) e Miguel Berredo (Projeto Meditação para Todos - Museu Imperial)

Dia 08 setembro 2018 (sábado) - das 14:30 às 17:30
Dia 09 setembro 2018 (domingo) - das 10:00 às 13:00 
Local: Espaço Shiva (Rua Treze de Maio, n. 259, Centro, Petrópolis/RJ) - Contribuição voluntária.

As emoções trazem cor e significado às nossas vidas, mas também podem nos levar a uma montanha-russa cansativa, entre os picos de alegria e as profundezas do desespero. Este workshop gratuito é baseado no livro "Resgate Emocional: Como trabalhar com suas emoções e transformar o sofrimento e a confusão em energia que te fortalece", disponível para venda através da Editora Lúcida Letra ( http://bit.ly/2AbdD9c).

Em Resgate Emocional, o renomado mestre budista Dzogchen Ponlop Rinpoche nos mostra como deixarmos de ser vítimas de nossas emoções através da consciência e da sabedoria que nos permitem tirar proveito de seu poder. Para isso, ele propõe um "plano de resgate emocional", baseado na prática da presença mental, para ver claramente e liberar a energia estressante através de exercícios, relaxamento e meditação. A cada passo nos familiarizamos com o funcionamento interno de nossas emoções e podemos enfrentar ódio, medo, inveja ou orgulho. Com prática perseverante, as emoções tornam-se um guia inestimável para uma vida mais compassiva, criativa e gratificante.

O workshop terá sessões de meditação guiada com Miguel Berredo, (conduz o Projeto Meditação para Todos há mais de 3 anos,nos jardins do Museu Imperial em Petrópolis) e grupos de trabalho durante os quais os participantes podem aprender as práticas e iniciar o processo de transformação. 

No mesmo dia 8 de setembro, pela manhã, Miguel Berredo recebe no encontro tradicional do Projeto Meditação para Todos, que acontece todos os sábados às 10H no Museu Imperial em Petrópolis, o Acharya Lhakpa Tshering e Carlos Ferreyros como convidados especiais. Aberto a todos. Gratuito.

O Acharya Lhakpa fará uma palestra - Tema: O Caminho da Meditação - dia 3 de setembro, às 19H na Casa de Cláudio de Souza, Praça da Liberdade, Centro, Petrópolis. E outra palestra - Tudo o que você sempre quis perguntar sobre o budismo mas ainda não teve oportunidade de perguntar - no dia 9 de setembro, depois do Workshop, domingo de tarde, 15H, no Espaço Shiva, Centro, Petrópolis. Informações sobre os eventos: Facebook Budismo Petrópolis e Instagram Budismo Petrópolis. Link com toda programação aqui: https://wp.me/P55Mjt-4B

PALESTRANTE 

Carlos Ferreyros nasceu em Lima, Peru, e vive nos Estados Unidos há 35 anos. Praticante budista de longa data, Carlos é um estudante sênior e instrutor de meditação sob a orientação de seu professor Dzogchen Ponlop Rinpoche, mestre de meditação e detentor de linhagem da tradição budista tibetana. Como um célebre profissional de comunicação, Carlos já dirigiu marcas como The Disney Channel, FOX, The Wall Street Journal e Reuters, entre outros. Seu trabalho ganhou 9 prêmios EMMY.

Carlos é apaixonado por ajudar os outros a descobrir os benefícios positivos da meditação, presença mental e consciência, para si e para o mundo.


Fonte: Agenda Petrópolis

Petrópolissaiba mais

Espetáculo Coral dos Anjos & Amigos

16 set - 16 set 19h

Espetáculo Coral dos Anjos & Amigos

Pelo sexto ano consecutivo,  acontecerá em 16 de setembro, domingo, às 19h, no Theatro D. Pedro, o espetáculo Coral dos Anjos & Amigos.

O grupo, regido por Danilo Henriques e que coleciona homenagens, grandes eventos, participações em gravações e clipes, existe há 6 anos. É produzido pela Bem Cultural sob coordenação de Catarina Maul. Desde 2017, conta com apoio da Prefeitura de Petrópolis e realiza aulas e ensaios na Casa da Educação Visconde de Mauá, na Rua Barão do Rio Branco, 03.

Famoso por  receber grandes participações em seus shows anuais, o projeto esse ano dividirá o palco com os renomados DJ Vitor Ventura, Lucas Israel, Maristela Cruz, Triodubra, Daniel Pellegrini, Puro Pecado, Larissa Valone, Vitória Lacir, Nicole Pinheiro, A Banda da Casa da Educação, projeto Ação Social pela Música, Nathani Cunha, João Pedro Gomes e Grupo Teatral somos 21.

Formado por 25 participantes com tipos diferentes de limitação, entre eles o autismo, síndrome de Down, deficiência visual e auditiva,  é mais que um coral, pois além de trabalhar técnicas vocais dentro da possibilidade de seus membros, ainda faz um papel sócio-cultural transformador, sendo para alguns de seus participantes o espaço de troca, de vida pública e para seus pais, alento, pois aprendem a viver e conviver em grupo com suas dificuldades, independente do nível de deficiência de seus filhos e tutelados.

Ingressos: 10 reais antecipados com qualquer participante do Coral ou nas lojas Ewiglich, na 16 de março, na Casa Seabra ou na bilheteria do Theatro D Pedro.  Na porta, o valor será de 20 reais.  É solicitado um quilo de alimento não perecível para doar ao Lar Santa Catarina.

Maiores informações, nas redes sociais do Coral dos Anjos.


Fonte: Petrópolis News

Theatro D. Pedrosaiba mais

Serra Serata

18 set - 23 set

Serra Serata

Com o objetivo de ser realizado anualmente em comemoração à cultura Italiana em Petrópolis, o evento contará com apresentações musicais e teatrais, gastronomia e produtos típicos italianos.

A festa contribui para valorizar as tradições e a cultura italiana na cidade, além de movimentar a cadeia produtiva do turismo, especialmente a rede hoteleira, restaurantes, bares e similares e serviços turísticos, venda de produtos artesanais e comércio em geral.


Em breve maiores informações


Fonte: Agenda Petrópolis


Palácio de Cristalsaiba mais

Scena Serrana

26 set - 30 set

Scena Serrana

O festival de teatro mais aguardado pelo segmento em Petrópolis este ano tem nova data para acontecer. O Scena Serrana, que resgata uma tradição da década de 1980, será realizado entre os dias 26 e 30 de setembro para se adequar à melhor data no calendário de eventos da cidade. A programação - que deverá contar com performances artísticas, palestras e oficinas - será realizada no Centro de Cultura Raul de Leoni.

O festival vem sendo resgatado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) em parceria com o segmento de teatro do município. O objetivo é fortalecer o setor e valorizar os artistas locais, além de também promover o intercâmbio com grupos de outras cidades e discutir o futuro do movimento em Petrópolis. A ideia é, também, levar movimento para os espaços do Centro de Cultura, que abriga o Teatro Afonso Arinos, palco onde muitos atores e atrizes da cidade começaram suas carreiras.

Segundo o diretor-presidente do IMCE, Leonardo Randolfo, o festival vai contemplar não só os artistas, como toda população. “Esse foi um marco para o segmento no passado, mas acabou esquecido. Estamos trazendo novamente o Scena Serrana para mostrar a força do segmento de teatro na cidade, tão importante. Já temos, no instituto, ações voltadas para a valorização da música, do canto coral, da dança, por exemplo, e agora estamos trabalhando para fortalecer o teatro. É mais uma forma de fomentar a cultura para a população”, frisa ele.

Criado no início da década de 1980, o Scena Serrana foi considerado um dos maiores movimentos teatrais da cidade. Logo na primeira edição, em 1983, o projeto levou mais de 13 mil espectadores para as apresentações no Palácio de Cristal. A programação contou com quase 20 atrações, entre peças, shows, exibições de filmes, entre outros. Para o segmento, o período dos anos 1980 até o início dos anos 1990 foi a melhor fase do teatro na cidade e o objetivo é se inspirar naquela época para o resgate do festival.


Fonte: Prefeitura de Petrópolis.

Centro de Cultura Raul de Leonisaiba mais

Petrópolis Night Run

29 set - 29 set

Petrópolis Night Run

Petrópolis Night-Run


Atletas de Petrópolis se preparem: em setembro, a mais tradicional corrida noturna do município terá a largada para a sexta edição: a Petrópolis Night Run.

A Vtrainer, a organizadora da popular corrida de rua, anunciou a realização da Petrópolis Night Run para o dia 29 de setembro, sendo que o local da largada ainda esta sendo estudado.

De certo e que vai ocorrer em um ponto turístico da cidade, mantendo a tradição da competição que costuma arrastar uma multidão de corredores famosos e anônimos.

Um dos organizadores, Vicente Ricardo, faz mistério em relação ao local da largada. Só que, entre vários pontos que estão em estudos, o Hotel Quitandinha parece sair na frente.

A segunda edição aconteceu lá e trouxe resultados bastante satisfatórios para a organização, de acordo com Vicente, que prefere não cravar o local.


Maiores informações: Tribuna de Petrópolis


Petrópolissaiba mais

Petrópolis Gourmet

6 nov - 20 nov

Petrópolis Gourmet

O evento mais aguardado da serra esse ano atinge a sua maioridade , e o tema escolhido para essa edição: “O Agricultor e o Chef – Uma expedição pela montanha,” vai levar o participante a  uma viagem pela rica gastronomia da cidade.


Petrópolissaiba mais

siga-nos em nossas mídias sociais